CURITIBA REALIZA VÁRIAS AÇÕES PARA REDUZIR IMPACTOS DA PANDEMIA

Compartilhe:

Prefeito Rafael Greca recebe 1.000 cestas básicas da rede de supermercados Festval. Curitiba. 16/04/2020. Foto: Ricardo Marajó/SMCS
Prefeito Rafael Greca recebe 1.000 cestas básicas da rede de supermercados Festval. Curitiba. 16/04/2020. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Prefeitura é reconhecida pela maneira como tem conduzido o combate ao covid-19

Durante uma das lives diárias sobre o impacto do coronavírus na capital paranaense, que é transmitida na página oficial da Prefeitura no Facebook, o prefeito Rafael Greca orientou: fique em casa; mantenha o distanciamento social; grupos de riscos devem se manter em isolamento; preferencialmente, apenas os comércios essenciais devem funcionar, evitando aglomerações. “A vida não voltou ao normal. Deixo claro que Curitiba não está autorizando ou deixando de autorizar o funcionamento do comércio na cidade. Não liberou geral”, acrescentou Greca, reforçando que há decretos estaduais disciplinando o comércio e que a legislação municipal da capital é baseada em recomendações que até agora têm sido acatadas pela maioria da população e vem apresentando resultados satisfatórios.

Os comércios essenciais estão descritos no decreto municipal 470, que traz recomendações sobre como eles devem funcionar. Os demais tipos de comércios são orientados para que se mantenham fechados até que a avaliação da saúde apresente segurança na reabertura total. Essas medidas são necessárias para barrar a transmissão do coronavírus na capital. “Uma pandemia dessa magnitude está causando estragos econômicos e no cotidiano das pessoas no mundo inteiro. Precisamos trabalhar de forma responsável em busca das melhores soluções. A pandemia exige corresponsabilidade de todos”, enfatizou o prefeito.

A grande preocupação com a saúde pública em Curitiba levou o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a reconhecer que Greca fez o dever de casa. “O melhor sistema de saúde do Brasil é de Curitiba. Quem me dera se todos fossem Curitiba”, declara Mandetta, afirmando que a capital paranaense se compara a Suécia por possuir um sistema muito organizado, com ajuste fino e abertura de leitos, além de teleatendimento e sistema de informática bem elaborados.

Entrega de Cestas Básicas na Escola Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais - Cidade Industrial de Curitiba. Curitiba, 02/04/2020. Foto: Hully Paiva/SMCS
Entrega de Cestas Básicas na Escola Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais – Cidade Industrial de Curitiba. Curitiba, 02/04/2020. Foto: Hully Paiva/SMCS

Novas medidas sanitárias

A Prefeitura de Curitiba estabeleceu medidas adicionais de postura sanitária para o enfrentamento da pandemia do coronavírus na cidade, desde o último dia 16.

A nova normativa estabelece a obrigatoriedade de uso de máscaras pela população em espaços públicos, comerciais e de uso coletivo, incluindo o transporte coletivo, os táxis e os veículos de aplicativos. A orientação é que a população faça uso de máscaras caseiras. Além disso, a normativa define critérios para presença das pessoas nos estabelecimentos e serviços.

O critério básico é que a capacidade máxima nos locais seja de uma pessoa a cada 9 metros quadrados. Os locais devem definir acesso de entrada e saída, assegurando o devido controle da circulação. O distanciamento mínimo deve ser de 1,5 metro entre as pessoas e deve ser obedecido também nas filas do lado de fora, que deve ser organizada pelos estabelecimentos.

Áreas menores, cuja ocupação seja incompatível com o espaçamento de 9 metros quadrados, deverão providenciar o atendimento da porta para fora. Os locais devem ter álcool em gel à disposição dos usuários. Prédios comerciais que disponham de elevadores devem diminuir a capacidade máxima nesses equipamentos e fazer a identificação dessa limitação para os usuários.

Contratação de 358 profissionais 

A Secretaria de Administração e de Gestão de Pessoal concluiu, no último dia 20, a contratação de 140 enfermeiros e 218 técnicos de enfermagem. Os profissionais contratados temporariamente pelo processo seletivo simplificado completam as equipes municipais de saúde que trabalham no enfrentamento ao coronavírus.

Além das unidades básicas de saúde e unidades de pronto-atendimento (UPA), os contratados para as duas funções públicas também integram equipes de unidades temporárias da Secretaria Municipal da Saúde.

Empregos garantidos

No último dia 16, a Prefeitura de Curitiba encaminhou à Câmara Municipal um projeto de lei que deverá beneficiar pelo menos 3.900 pessoas. De acordo com o projeto, as empresas que tenham seus contratos com a Prefeitura suspensos devido à pandemia do coronavírus, devem manter o quadro de funcionários sem demissões.

Se for aprovado pelos vereadores, a Prefeitura garantirá o pagamento do contrato correspondente ao valor necessário para o pagamento dos salários. Para isso, as empresas deverão comprovar mensalmente as despesas com pessoal. As medidas previstas no projeto compreendem também os funcionários com maior risco de desenvolver problemas de saúde associados ao  covid-19 e que não possam trabalhar de forma remota das suas casas.

Entrega de cestas básicas

No início do mês, a Prefeitura de Curitiba começou a distribuição de quase seis mil cestas básicas para as famílias com filhos nas escolas municipais e que estão sem merenda por causa da quarentena.

As cestas começaram a ser entregues nas regionais Bairro Novo, CIC, Santa Felicidade e Tatuquara, onde as famílias retiraram as mercadorias em pontos definidos pela equipe da Secretaria Municipal de Educação com administradores regionais.

Em seguida, as famílias das regionais Cajuru e Matriz passam a ter seus nomes cadastrados no sistema dos Armazéns da Família, podendo retirar até R$ 70 em mercadorias em qualquer uma das 34 lojas da cidade. A mudança aconteceu para evitar aglomerações, melhorar a logística e agilizar o acesso ao alimento.

Ao todo, cerca de 17 mil estudantes, pertencentes a 11.400 famílias, foram beneficiados pela ação.

Entrega de Cestas Básicas na Escola Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais - Cidade Industrial de Curitiba. Curitiba, 02/04/2020. Foto: Hully Paiva/SMCS
Entrega de Cestas Básicas na Escola Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais – Cidade Industrial de Curitiba. Curitiba, 02/04/2020. Foto: Hully Paiva/SMCS

Mais alimentos para quem precisa

Fundação de Ação Social (FAS) vem incentivando a doação de alimentos para atender as famílias em vulnerabilidade social. Desde o último dia 1, quando lançou uma campanha de arrecadação, a fundação recebeu 3.387 cestas básicas, 3.980 quilos de alimentos, 118 caixas de leite, 1.000 máscaras, 125 kits de higiene e 389 itens de higiene.

A campanha pede ainda a doação de roupas masculinas, para atender a população em situação de rua. Quase 3,1 mil peças chegaram ao Disque Solidariedade.

Compra de 15 mil máscaras

A Prefeitura de Curitiba vai contratar a Associação de Artesãos Mãos Criativas, que representa os participantes da Feira do Largo da Ordem, para que sejam confeccionadas 15 mil máscaras de tecido. De acordo com a Secretaria de Administração e de Gestão de Pessoal, as máscaras serão disponibilizadas para a população em atendimentos como os da FAS e em unidades municipais que estejam recebendo a população carente.

“Por um lado, ajudamos nossos artesãos, que são muito importantes para a economia da cidade. Por outro, fornecemos às famílias mais carentes, que não podem adquirir as máscaras, a proteção necessária. Este é mais um exemplo de que a Prefeitura pode trabalhar de forma inteligente e responsável, neste momento da pandemia”, analisou o prefeito Rafael Greca.

EPIs para os servidores

Além das máscaras para a população carente, a Secretaria de Administração e de Gestão de Pessoal está comprando máscaras de tecido que atende a legislação federal como equipamento de proteção individual (EPI), além das normas definidas pelo Ministério da Saúde, Secretaria Municipal da Saúde e segurança do trabalho.

Cada servidor receberá de seis a oito máscaras, de acordo com sua atividade, conforme a jornada e escala de trabalho. Estas máscaras são diferentes das utilizadas pelos profissionais de saúde, que fazem uso de máscaras descartáveis fornecidas pela Secretaria Municipal da Saúde. Para os atendimentos dos servidores, estão sendo compradas 52 mil máscaras laváveis.

Repatriação de curitibanos

Uma colaboração entre o Ministério das Relações Exteriores e a Prefeitura está auxiliando curitibanos que ficaram retidos fora do Brasil e buscam retorno para a cidade. Em parceria com o Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores no Paraná (Erepar), a Assessoria de Relações Internacionais da Prefeitura (Arin) está orientando residentes em Curitiba na condução dos processos de repatriação junto ao Governo Federal. Os trâmites mais comuns são autorizações sanitárias locais para viajar e remarcação de passagens aéreas já compradas que foram canceladas. O trabalho vem sendo feito de forma remota, em conjunto com as autoridades nacionais e internacionais, respeitando as regras e restrições de cada localidade e os cuidados sanitários necessários nos deslocamentos.

Matéria e fotos: SMCS

Relacionados

Edição Impressa