HISTORIA DO BAIRRO PINHEIRINHO

Compartilhe:

O Terminal Pinheirinho foi um dos primeiros a ser construído em Curitiba.
O Terminal Pinheirinho foi um dos primeiros a ser construído em Curitiba.

O Pinheirinho é um dos maiores bairros de Curitiba e também um dos principais centros de comércio popular da zona sul da cidade.

Trata-se de um dos principais centros de comércio popular da zona sul da cidade, especialmente na Avenida Winston Churchill, principal via do bairro. De acordo com o IPPUC e Prefeitura Municipal de Curitiba, a população, em geral, é de classe média.

Trata-se de um dos principais centros de comércio popular da zona sul da cidade, especialmente na Avenida Winston Churchill.
Trata-se de um dos principais centros de comércio popular da zona sul da cidade, especialmente na Avenida Winston Churchill.

Considerado um dos bairros mais antigos da cidade, o nome Pinheirinho vem da Fazenda Pinheirinho, A Fazenda Pinheirinho localizava-se numa região que era conhecida, no começo do século XIX, como Capão do Alto, formada por campos e capões, cortados por pequenos arroios, e com a presença esparsa de pinheiros (de onde viria a tirar o seu nome). O bairro Pinheirinho, formado, no passado, por várias fazendas de gado, era chamado pelo nome “Capão dos Porcos” devido à grande criação desses animais, que passavam todos os dias pela atual via rápida, antigamente Rua Olho D’água.

Trata-se de um dos principais centros de comércio popular da zona sul da cidade, especialmente na Avenida Winston Churchill, principal via do bairro.
Trata-se de um dos principais centros de comércio popular da zona sul da cidade, especialmente na Avenida Winston Churchill, principal via do bairro.

A Avenida Winston Churchill, sua principal via de acesso, era conhecida como “Carrerão dos Pretos” o bairro também se destaca pela grande produção de bens de altíssima tecnologia, e possui uma área destinada à atividade industrial, a Vila das Indústrias. Além da Cidade Industrial, o bairro também faz divisa com o Capão Raso, Xaxim, Sítio Cercado e Tatuquara.

Com o passar dos anos, as fazendas foram desaparecendo, dando lugar a uma extensa malha urbana formada nos dois lados da BR 476 (antiga BR 116), que divide o bairro.

Atualmente, a região passa por vários projetos de melhoria urbana. O bairro foi o primeiro a receber as obras da Linha Verde, o novo projeto urbanístico da cidade que vai melhorar a vida dos curitibanos

Relacionados

Edição Impressa