MORADIA DE QUALIDADE. CURITIBA TERÁ NOVO MODELO DE MORADIA PARA PESSOAS IDOSAS EM SITUAÇÃO DE RUA

Compartilhe:

Prefeito Rafael Greca com o presidente da Cohab, José Lupion Neto e o presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, apresenta o projeto do novo modelo de moradia para pessoas idosas em situação de rua. Crédito da foto: Pedro Ribas/SMCS
Prefeito Rafael Greca com o presidente da Cohab, José Lupion Neto e o presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, apresenta o projeto do novo modelo de moradia para pessoas idosas em situação de rua. Crédito da foto: Pedro Ribas/SMCS

Pessoas idosas que estão atualmente acolhidas pela Prefeitura de Curitiba por terem vivido anteriormente em situação de rua terão novos espaços de moradia. São casas que vão funcionar na modalidade de república, onde usuários vivem em sistema de cogestão e têm algumas despesas subsidiadas pelo município.

O projeto, resultado de uma parceria entre a Fundação de Ação Social (FAS) e a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab-CT), oferecerá a partir de 2022, oito imóveis que terão capacidade para acolher até 24 idosos. Para 2023, está prevista a construção de mais quatro unidades, que poderão atender até 12 pessoas.

O projeto tem R$ 2 milhões pré-aprovados.

“São casas que vão oferecer proteção para os idosos, que podem compartilhar espaços e viver em pequenos grupos”, disse o prefeito Rafael Greca. “Com isso, promovemos o acesso de pessoas em situação de rua a uma moradia segura e individual.”

Nas novas casas, os grupos de convivência serão reduzidos, em relação ao que se tem hoje nas unidades de abrigo.

Acompanhamento 

Serão atendidas pessoas com 60 anos ou mais, que estavam em situação de rua, aceitaram atendimento e estão há mais de seis meses acolhidas nas unidades do município coordenadas pela FAS.

O funcionamento desse novo modelo de moradia também será acompanhado pela Fundação. “Equipes técnicas farão visitas periódicas, ajudando na gestão coletiva e no acompanhamento psicossocial dos moradores, além dos encaminhamentos para outros serviços se forem necessários”, explica o presidente da FAS, Fabiano Vilaruel.

A Cohab fará a apresentação do projeto ao Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FMHIS), além da construção e requalificação das unidades habitacionais, segundo o presidente da Cohab, José Lupion Neto, que também participou da reunião com o prefeito, ao lado da diretora de Relações Comunitárias, Rosemeiri Morezzi.

Relacionados

Edição Impressa